Parceria entre CNPq-CISB-SAAB abre a terceira chamada de projetos hoje

São Paulo, 16 de dezembro de 2013 – A 3ª chamada dos projetos CNPq-CISB-Saab do Programa Ciência sem Fronteiras, do Governo Federal, abre inscrições nesta segunda-feira, 16 de dezembro. O prazo para envio de projetos vai até 17 de maio de 2014. Os aprovados na 2ª chamada, após terem seus projetos inscritos na plataforma Carlos Chagas do CNPq e contemplados oficialmente, chegam à Suécia ate o final do primeiro semestre de 2014.

O objetivo é oferecer bolsas de estudo para que pesquisadores brasileiros tenham a oportunidade de desenvolver seus projetos nas universidades suecas parceiras e ou nos centros de Pesquisa & Desenvolvimento da Saab.

Aprovado na 2ª chamada, o pesquisador Renato Machado, doutor em engenharia elétrica pela Universidade Federal de Santa Catarina, já foi para a Blekinge Institute of Technology, na cidade de Karlskrona, e deu início ao seu projeto de pós-doutorado – Detecção de Alvos Utilizando Radar de Abertura Sintética com Resolução de Comprimento de Onda para Baixa Frequência. “A intenção é, após minha estada na Suécia, trazer a linha de pesquisa para o Brasil, pois temos poucos institutos de pesquisa e profissionais que lidem com essa tecnologia na prática. Precisamos tirar o projeto do papel e passar a desenvolver de fato o transmissor e o radar. Essa troca de experiência com profissionais suecos será extremamente agregadora para o país”, salientou.

Na prática, o projeto de pós-doutorado de Machado ajudará o Brasil a mapear o relevo e, assim, monitorar as fronteiras e regiões de desmatamento, por exemplo. “A tecnologia atual não permite ‘fotografar’ por debaixo da copa das árvores, o que dificulta a identificação de atividades ilegais. Essa tecnologia permite que as ondas de baixa frequência atravessem folhagens e cheguem ao alvo de observação. Desmatamento, plantações ilegais, pessoas armadas, veículos transitando em locais proibidos e instalações ilegais. Assim será possível identificar todo tipo de objeto com essa tecnologia”, explicou Machado.

Pablo Viana da Silva, doutor em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco, irá desenvolver o "Projeto para Manufaturabilidade de Circuitos Flash FPGA para Interfaces de Sistemas Aviônicos" como pós-doutorado. Além dos benefícios que a pesquisa trará para o Brasil, Viana acredita que a vivência será positiva também para desenvolver outros tipos de competência. “Além dos conhecimentos técnicos no contexto da pesquisa, os quais permitirão o desenvolvimento de projetos de equipamentos aviônicos da próxima geração, a experiência de viver em um país desenvolvido, reconhecido por sua justiça social e considerado um dos mais inovadores e sustentáveis do planeta, me ajudarão a compreender melhor os desafios do Brasil e aproveitar nosso potencial de oportunidades”, afirmou o pesquisador. Silva irá para a Universidade de Linköping por um período de doze meses.

Emília Villani, doutora em engenharia mecânica, foi selecionada na primeira chamada do programa para desenvolver seu projeto de pesquisa -, Mecanismos de Software para Tratamento de Falhas de Hardware em Sistemas Embarcados Críticos, na Chalmers University of Technology, em Göteborg. De volta ao Brasil desde outubro, Villani planeja retornar à instituição de origem, o Instituto Tecnológico de Aeronáutica, e dar prosseguimento a cooperação com a universidade sueca por meio de projetos de parceria.

 “A pesquisa desenvolvida na Suécia pode ser continuada no Brasil e aplicada ao desenvolvimento de sistemas embarcados críticos das indústrias aeronáutica, aeroespacial, automotiva, entre outras. Além disso, o conhecimento adquirido aqui pode ser disseminado no Brasil por meio de cursos e orientação de trabalhos de pós-graduação”, completa a engenheira.

Na 2ª chamada foram inscritos mais de 48 projetos na plataforma colaborativa do CISB, registrando um aumento de 41% em relação à chamada anterior. Ao final da chamada, 31 propostas de projetos foram aplicadas oficialmente na plataforma Carlos Chagas, das quais 10 foram contemplados com bolsas de pós-graduação. Para a 3ª Chamada, aberta hoje, são esperados ainda mais interessados.

Sobre o CISB
Sediado em São Bernardo do Campo, o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB) foi criado pela Saab em maio de 2011. Tem como objetivo implementar acordos de cooperação em ciência, inovação e alta tecnologia entre Brasil e Suécia, integrando o maduro e bem sucedido sistema de inovação sueco com o dinâmico sistema de inovação que vem se consolidando no Brasil, além de atrair investimentos e interesse de todo o mundo. Empresas suecas como Saab, Stora Enso e Scania, são alguns dos membros do Centro e incentivadoras da iniciativa. O modelo operacional do CISB é inspirado nos mundialmente conhecidos Science Parks Suecos, em que laboratórios de P&D de grandes empresas, universidades, institutos de tecnologia, empreendedores e investidores de capital de risco se encontram em um ambiente propício à colaboração para a inovação. Assim como nos Science Parks Suecos, a equipe do CISB atua como facilitador e gestor da rede de colaboração.

Informações para a imprensa – CISB
G&A Comunicação Empresarial
Marina dos Anjos – 11 3037- 3222 - marinadosanjos@gaspar.com.br
Renata Cerolini – 11 3037-3231 - renatacerolini@gaspar.com.br
Heloisa Picos – 11 3037-3226 - hpicos@gaspar.com.br

Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército Brasileiro e CISB desenvolvem parceria na área de Pesquisa e Inovação

São Paulo, agosto de 2013 – No início deste mês, o Comando do Exército Brasileiro, através de seu Departamento de Ciência e Tecnologia, assinou um memorando de entendimento com o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro com objetivo de desenvolver parcerias de cooperação mútua nos campos da Ciência, Tecnologia e Inovação (C, T&I).
A implementação de projetos nas áreas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D&I) está entre os objetivos do acordo que, também tem como intuito promover um intercâmbio de recursos técnicos, estudantes, pesquisadores e professores. Seminários, simpósios e reuniões também fazem parte das atividades a serem realizadas para promover a interação entre instituições e grupos de pesquisas da Suécia e Organizações do Exército Brasileiro.

O memorando de entendimento abrange diversos aspectos relacionados à realização de atividades nos campos científicos, tecnológico e da gestão da inovação, que sejam de interesse comum do CISB e do Comando do Exército, como preconizado na Estratégia Nacional de Defesa. O documento define também as obrigações dos participantes, incluindo a contribuição de ambas as partes para o aprimoramento continuado das organizações do Exército Brasileiro, especialmente aquelas que integram o Programa de Transformação do Sistema de Ciência e Tecnologia do Exército (PTSCTEx) e a implantação do futuro Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação do Exército (SCTIEx).

A operacionalização desse memorando de entendimento se fará através do desenvolvimento de planos de trabalho específicos que detalhem, no escopo e no tempo, os projetos de interesse mútuo a serem desenvolvidos.

"A assinatura do Memorando de Entendimento entre o Centro e o Comando do Exército marca o inicio de uma parceria de extrema importância para o CISB. Mais um passo foi dado em direção ao estreitamento da rede de inovação aberta entre os países que, sem dúvida, colherão bons frutos. Acreditamos que o intercâmbio trará grandes contribuições para o Sistema de Ciência e Tecnologia do Exército" afirma Alessandra Holmo, Managing Director (MD) do CISB.

Sobre o CISB

Sediado em São Bernardo do Campo, o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB) foi criado pela Saab em maio de 2011. Tem como objetivo implementar acordos de cooperação em ciência, inovação e alta tecnologia entre Brasil e Suécia, integrando o maduro e bem-sucedido sistema de inovação sueco com o dinâmico sistema de inovação que vem se consolidando no Brasil, além de atrair investimentos e interesse de todo o mundo. Empresas suecas como Saab, Stora Enso e Scania, são alguns dos membros do Centro e incentivadoras da iniciativa. O modelo operacional do CISB é inspirado nos mundialmente conhecidos Science Parks Suecos, em que laboratórios de P&D de grandes empresas, universidades, institutos de tecnologia, empreendedores e investidores de capital de risco se encontram em um ambiente propício à colaboração para a inovação. Assim como nos Science Parks Suecos, a equipe do CISB atua como facilitador e gestor da rede de colaboração.

Informações para a imprensa
G&A Comunicação Empresarial
Fabíola de Freitas – 11 3037- 3222 – fabioladefreitas@gaspar.com.br 
Karen Cohen – 11 3037-3225 – karen@gaspar.com.br 
Heloisa Picos – 11 3037-3226 – hpicos@gaspar.com.br 

O aumento foi de mais de 40% em relação à primeira chamada, que aconteceu em 2012.

São Paulo, maio de 2013 – No mês em que celebra dois anos de atuação, o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB), divulga número de inscrições realizadas para a segunda chamada de projetos CNPq-CISB-Saab do Programa Ciência sem Fronteiras, do Governo Federal, para bolsas de doutorado sanduíche e pós-doutorado na Suécia.

Até o começo de maio, 48 ideias de projetos foram enviadas por candidatos pertencentes a 26 universidades e instituições de nove diferentes estados brasileiros por intermédio da Plataforma Colaborativa do CISB-Saab. O número, que representa um aumento de 41% em relação à primeira chamada, realizada em 2012, indica um maior interesse nas bolsas bem como uma maior interação entre os candidatos brasileiros e os pesquisadores suecos por meio da Plataforma, a qual contou com a participação de 1.150 usuários nesta chamada, enquanto em 2012 foram 485.

Desde 2012, o objetivo do programa é oferecer bolsas de estudo, financiadas pela Saab e pelo CNPq, para que pesquisadores brasileiros possam desenvolver seus projetos nos centros de P&D da Saab e ou nas universidades parceiras na Suécia.

"A Suécia está interessada em investir em inovação aberta no País e o crescimento do número de projetos inscritos, em relação ao ano anterior, demonstra que os pesquisadores brasileiros estão cada vez mais interessados neste tipo de programa. Além disso, acreditamos que o sucesso desta segunda chamada seja fruto de uma ampliação da divulgação da chamada nas principais universidades brasileiras e da reformulação geral do site do CISB, que ganhou um visual moderno, mais atrativo e um conteúdo completo sobre o programa.", ressalta Alessandra Holmo, presidente do CISB.

Oficialmente, a chamada foi encerrada com 31 propostas de projetos aplicados na plataforma oficial do CNPq e que serão avaliadas pelo CNPq, CISB e Saab até o mês de julho. Os estudantes e pesquisadores viajarão para Suécia a partir de setembro.

Sobre o CISB

Sediado em São Bernardo do Campo, o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB) foi criado pela Saab em maio de 2011. Tem como objetivo implementar acordos de cooperação em ciência, inovação e alta tecnologia entre Brasil e Suécia, integrando o maduro e bem sucedido sistema de inovação sueco com o dinâmico sistema de inovação que vem se consolidando no Brasil, além de atrair investimentos e interesse de todo o mundo. Empresas suecas como Saab, Stora Enso e Scania, são alguns dos membros do Centro e incentivadoras da iniciativa. O modelo operacional do CISB é inspirado nos mundialmente conhecidos Science Parks Suecos, em que laboratórios de P&D de grandes empresas, universidades, institutos de tecnologia, empreendedores e investidores de capital de risco se encontram em um ambiente propício à colaboração para a inovação. Assim como nos Science Parks Suecos, a equipe do CISB atua como facilitador e gestor da rede de colaboração.

Informações para a imprensa – CISB
G&A Comunicação Empresarial
Karen Cohen – 11 3037-3225 – karen@gaspar.com.br 
Heloisa Picos – 11 3037-3226 – hpicos@gaspar.com.br 

Diversos projetos e parcerias estão em andamento e o Centro de Pesquisa e Inovação SuecoBrasileiro continua trabalhando para fomentar a inovação tecnológica entre o Brasil e a Suécia

São Paulo, maio de 2013 – O Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileira (CISB) celebra seu segundo ano de atuação e faz um balanço de suas atividades e projetos durante estes 24 meses de existência.

Desde que foi inaugurado, o Centro tem trabalhado em inúmeras atividades para a construção e estreitamento da rede de inovação aberta entre o Brasil e a Suécia. Estas ações já rendem diversos resultados e um bom exemplo é o projeto CNPq-CISB-Saab, desenvolvido no âmbito do programa federal Ciência sem Fronteiras. Sua segunda chamada de projetos, encerrada no início deste mês, prevê que mais 10 pesquisadores viajem para a Suécia. Atualmente, oito pesquisadores já fazem pós-doutorado ou estágio de doutorado, principalmente na área de defesa e segurança.

Ainda nesta área, o CISB lidera o Projeto Collabora com o objetivo de criar um demonstrador e um ambiente de visualização para desenvolvimento e integração de soluções para defesa e segurança civil. Além da participação sueca e sul-africana, o Collabora também conta com 17 parceiros de diversos estados brasileiros. Atualmente, aguarda aprovação oficial de recursos do FNDCT (Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).

No início de 2012, o CISB aprovou um projeto no edital P&D ANEEL, junto à CEMIG, com o objetivo de criar um novo modelo de negócio para Smart Grid, baseado na experiência internacional sueca. Com um orçamento superior a R$ 15 milhões, a iniciativa envolve 10 parceiros da hélice tripla – universidade, indústrias e governo.

Outra ação, também liderada pelo CISB, que merece destaque, é o Projeto Polynol. Facilitar a produção em larga escala de etanol celulósico a partir da colaboração entre a indústria de papel, celulose e cana de açúcar, é o foco desta ação. Mais de 15 parceiros estão envolvidos e o projeto já possui financiamento aprovado tanto pelo lado brasileiro e pela indústria, quanto pelo lado sueco, via agência VINNOVA e a agência de energia.

Em andamento também estão dois projetos das Arenas de Transporte e Segurança. Liderados pelo Lindholmen Science Park, estes programas, que já existiam na Suécia, foram estendidos para os parceiros brasileiros nos dois encontros anuais do Centro. O terceiro, que já está programado para novembro deste ano, deve apresentar etapas de projetos já concluídas.

O Centro de Cooperação das Cidades (CCC) é o mais recente projeto no portfólio do CISB. Com ele, pretende-se criar uma visão da cidade do futuro em um horizonte de 10 anos, em parceria com BID, Saab, agência de Energia da Suécia, bem como outros parceiros no Brasil. A fase piloto está sendo desenvolvida em Linköping, na Suécia e, em 2014, se estenderá para Recife, em Pernambuco.

Por fim, uma das novidades apresentadas pelo CISB este ano é sua estratégia de comunicação. Com o objetivo de reforçar sua presença nos canais online, a participação na Internet está sendo intensificada com a reformulação do seu site, do Twitter e do Facebook. "Nossa intenção é deixar o site mais atualizado, atrativo e dinâmico aos interessados pelos projetos em andamento e criar nova oportunidade de colaboração", ressalta Alessandra Holmo, diretora presidente do CISB.

Sobre o CISB
Sediado em São Bernardo do Campo, o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB) foi criado pela Saab em maio de 2011. Tem como objetivo implementar acordos de cooperação em ciência, inovação e alta tecnologia entre Brasil e Suécia, integrando o maduro e bem sucedido sistema de inovação sueco com o dinâmico sistema de inovação que vem se consolidando no Brasil, além de atrair investimentos e interesse de todo o mundo. Empresas suecas como Saab, Stora Enso e Scania, são alguns dos membros do Centro e incentivadoras da iniciativa. O modelo operacional do CISB é inspirado nos mundialmente conhecidos Science Parks Suecos, em que laboratórios de P&D de grandes empresas, universidades, institutos de tecnologia, empreendedores e investidores de capital de risco se encontram em um ambiente propício à colaboração para a inovação. Assim como nos Science Parks Suecos, a equipe do CISB atua como facilitador e gestor da rede de colaboração.

Informações para a imprensa – CISB
G&A Comunicação Empresarial
Karen Cohen – 11 3037-3225 – karen@gaspar.com.br 
Heloisa Picos – 11 3037-3226 – hpicos@gaspar.com.br 

Plataforma colaborativa será utilizada para incentivar a troca de informações em um ambiente propício à inovação.

São Paulo, 2 de janeiro de 2013 – Como parte de suas atividades para fomentar a inovação tecnológica entre o Brasil e a Suécia, o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB), em parceria com a empresa sueca de defesa e segurança Saab AB, abre nova chamada para concessão de bolsas de estudo na Suécia no âmbito do programa Ciência sem Fronteiras, do Governo Federal. Por meio do CNPq, a Saab e o CISB oferecem mais 20 bolsas de estudo em doutorado sanduíche e pós-doutorado – acesse www.cnpq.br/web/guest/chamadas-publicas.

Nesta chamada, duas novas áreas de interesse estão disponíveis para os pesquisadores – Energia & Meio Ambiente e Cidades Atrativas & Sustentáveis, além das já existentes – Aeroespacial e Defesa & Segurança. Para auxiliar os pesquisadores que desejarem apresentar propostas relevantes para o programa, o Cisb e a Saab disponibilizam sua plataforma colaborativa http://swbcisb.induct.no, na qual será possível encontrar todas as áreas de pesquisa de interesse da Saab e das suas universidades parceiras.

A plataforma funciona como uma rede que facilita o encontro entre pesquisadores brasileiros e os professores orientadores das universidades estrangeiras, incentivando a colaboração e visando o enriquecimento das propostas de projetos. A Saab AB, uma das principais incentivadoras do CISB, atuará fortemente junto aos pesquisadores para apoiá-los a elaborar propostas que sejam importantes para o desenvolvimento das suas áreas de interesse no Brasil. A Saab irá co-financiar, juntamente com o CNPq, 100 bolsas de estudos na Suécia e, nessa segunda chamada para os projetos, serão aprovadas 15 bolsas para pós-doutorado e cinco para doutorado sanduíche. A plataforma aceitará inscrições de propostas até 28 de março de 2013.

"Estamos muito impressionados com a qualificação dos pesquisadores brasileiros que participaram da primeira chamada e estamos igualmente otimistas para que haja o mesmo interesse e a definição das três linhas de projetos de pesquisa (universidade sueca – Saab – universidade brasileira) nessa segunda chamada. Estamos convencidos de que esse programa vai promover a internacionalização das universidades suecas e dos centros de pesquisa, além de desenvolver um relacionamento a longo prazo entre a Suécia e o Brasil para alavancar o conhecimento na indústria e na academia em ambos os países", diz Magnus Ahlström, Diretor de Cooperação em Inovação da Saab AB.

Para Alessandra Holmo, presidente do CISB, o sucesso da primeira chamada, realizada em março, demonstrou que há bastante espaço para pesquisa e desenvolvimento no Brasil em parceria com a Suécia, que está interessada em investir cada vez mais em inovação aberta no País. "Com a primeira chamada, recebemos mais de 30 propostas validadas por meio da interação na plataforma. Assim, a expectativa é de alcançar ainda mais pesquisadores interessados em inovação aberta agora nas áreas de Energia & Meio Ambiente e de Cidades Atrativas & Sustentáveis", afirma a executiva.

Mais detalhes do programa

O grande diferencial dessas bolsas de estudo diz respeito ao ambiente que os pesquisadores irão encontrar na Suécia, que é de inovação aberta e não apenas acadêmico. Além da Saab e das universidades já contempladas na primeira chamada, que são a Chalmers Institute of Technology, KTH Royal Institute of Technology, Linköping University, a Universidade de Skövde, a Universidade de Pretoria, na África do Sul, e a Universidade George Mason, nos EUA, também participam dessa segunda chamada as universidades Luleå University of Technology e Blekinge Institute of Technology.

Além disso, a Saab irá complementar a bolsa oferecida pelo CNPq, dobrando o valor mensal da bolsa dos selecionados em relação ao valor convencional, o que torna essa oportunidade ainda mais atrativa para os pesquisadores brasileiros.

Para saber mais sobre o programa Ciência sem Fronteiras, do Governo Federal, acesse: www.cienciasemfronteiras.gov.br

Sobre o CISB

Sediado em São Bernardo do Campo, o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB) foi criado pela Saab em maio de 2011. Tem como objetivo implementar acordos de cooperação em ciência, inovação e alta tecnologia entre Brasil e Suécia, integrando o maduro e bem sucedido sistema de inovação sueco com o dinâmico sistema de inovação que vem se consolidando no Brasil, além de atrair investimentos e interesse de todo o mundo. Empresas suecas como Saab, Stora Enso e Scania, são alguns dos membros do Centro e incentivadoras da iniciativa. O modelo operacional do CISB é inspirado nos mundialmente conhecidos Science Parks Suecos, em que laboratórios de P&D de grandes empresas, universidades, institutos de tecnologia, empreendedores e investidores de capital de risco se encontram em um ambiente propício à colaboração para a inovação. Assim como nos Science Parks Suecos, a equipe do CISB atua como facilitador e gestor da rede de colaboração.

Sobre a Saab AB

A Saab atende o mercado com produtos líderes mundial, serviços e soluções que vão desde a defesa militar até a segurança civil. A Saab mantém operações e funcionários em todos os continentes e constantemente desenvolve, adota e aperfeiçoa novas tecnologias para atender às necessidades de seus clientes.

Informações para a imprensa – CISB
G&A Comunicação Empresarial
Karen Cohen – 11 3037-3225 – karen@gaspar.com.br 
Heloisa Picos – 11 3037-3226 – hpicos@gaspar.com.br 

Informações para a imprensa – Saab AB
G&A Comunicação Empresarial
Lais Guarizzi – 11 3037-3218 – lais@gaspar.com.br 
Paulo Henrique Alves – 11 3037-3235 – paulohenrique@gaspar.com.br