CISB lança duas arenas de inovação aberta e premia estudantes em seu segundo encontro anual

Na ocasião, estiveram presentes o embaixador da Suécia no Brasil, Magnus Robach, o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Julio Semeghini, e a embaixadora Carmen Ribeiro Moura, Chefe da Assessoria de Assuntos Internacionais do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

"Nesse segundo encontro anual, foi possível perceber que a Suécia tem muito a contribuir com o Brasil em questões-chaves para o século XXI como a importância da inovação para o crescimento sustentável. As autoridades presentes confirmaram o interesse do governo em firmar parcerias para o desenvolvimento de projetos junto ao CISB e seus membros", afirma Bruno Rondani, diretor-presidente do CISB.

Como forma de promover o acordo assinado entre Brasil e Suécia âmbito do programa "Ciência sem Fronteiras", o CISB, em parceria com a Embaixada da Suécia e as empresas Saab AB e Stora Enso, organizou uma competição online entre estudantes de graduação cuja premiação foram duas bolsas de estudo com direito a estágio na Suécia. Para a Chalmers University of Technology, o estudante de engenharia Andre Passanesi, da Universidade de São Paulo, foi o ganhador. Já Rafaela Flack, da Universidade Federal do Paraná, ganhou a bolsa de estudos para a Linköping University. "Mais de 20 mil estudantes de engenharia no Brasil visitaram a página da competição na internet e, desses, quase mil realmente participaram da competição, por estarem de acordo com os requisitos", afirma o embaixador da Suécia no Brasil, Magnus Robach.

Além da premiação dos estudantes, o CISB inaugurou mais duas arenas de inovação aberta – Cidades atrativas, inteligentes e sustentáveis e Ecologia Industrial. Durante as arenas, que contaram com a participação de representantes de diversas empresas, universidades e centros de pesquisa, foram geradas discussões importantes para o desenvolvimento dessas iniciativas no país.

Na arena de Cidades atrativas, inteligentes e sustentáveis, foi discutida a importância da inovação para a construção de cidades do futuro. O professor Carlos Leite, da Universidade Mackenzie, participou da discussão defendendo que a "inovação depende de aglomeração" e que as cidades devem proporcionar ambientes criativos para atrair pessoas que colaborem com ela.

A Arena reuniu empresas globais como Volvo, Siemens, IBM e Saab AB que apresentaram iniciativas concretas e projetos para soluções em cidades a serem desenvolvidos no Brasil. Nesse sentido, a Arena teve também a participação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) apresentando a "Plataforma Cidades Emergentes e Sustentáveis" que objetiva apoiar cidades emergentes da América Latina e Caribe a enfrentar seus desafios de sustentabilidade.Já a arena de Ecologia Industrial contou com a participação de Hans Björk, representante da Universidade de Borås na Suécia, que demonstrou como sua cidade conseguiu reduzir para zero a quantidade de aterros sanitários e como ela trata todos os resíduos. Em Borås, 27% do lixo é reciclado, 30% passa por tratamentos biológicos e 43% é incinerado, o que demonstra como uma cidade pode reduzir o impacto do descarte de lixos na natureza. Além disso, cases de empresas brasileiras também foram discutidos no que diz respeito a métodos mais limpos de produção e ações de pesquisa e desenvolvimento para colaborar com a preservação do meio ambiente.

"O encontro anual do CISB tem como objetivo aproximar ainda mais os atores da sociedade para lidar com grandes desafios nas áreas de Energia Sustentável, Defesa e Segurança, Transporte e Logística e Desenvolvimento Urbano. . O evento realizado esse ano gerou grandes frutos e oportunidades de potenciais projetos que visam solucionar problemas complexos que enfrentamos hoje", afirma Bruno Rondani.

Sobre o CISB

Sediado em São Bernardo do Campo, o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB) foi criado pela Saab em maio de 2011 com o objetivo de implementar acordos de cooperação em ciência, inovação e alta tecnologia entre Brasil e Suécia, integrando o maduro e bem sucedido sistema de inovação sueco com o dinâmico sistema de inovação que vem se consolidando no Brasil, além de atrair investimentos e interesse de todo o mundo. Empresas suecas, como Saab, Stora Enso e Scania, são alguns dos membros do Centro e incentivadoras da iniciativa.

O modelo operacional do CISB é inspirado nos mundialmente conhecidos Science Parks Suecos, em que laboratórios de P&D de grandes empresas, universidades, institutos de tecnologia, empreendedores e investidores de capital de risco se encontram em um ambiente propício à colaboração para a inovação. Assim como nos Science Parks Suecos, a equipe do CISB atua como facilitador e gestor dessa rede e ambiente e colaboração.

Informações para imprensa:

G&A Comunicação Corporativa

Karen Cohen – 11 3037-3225 – karen@gaspar.com.br 

Heloisa Picos – 11 3037-3226 – hpicos@gaspar.com.br