Gisele Fidelis Altoe - Gerente de Estratégia e Inovação da Suzano Papel e Celulose

Tivemos a oportunidade de trocar informações com representantes das três entidades: governo, indústria e instituições. O entendimento da relação de confiança e da existência de uma agenda estratégica nacional que atende a todas as partes foi essencial para a compreensão do ecossistema de inovação sueco. Os seminários e os debates que tivemos também alavancaram discussões na própria delegação brasileira, sobre o que podemos adaptar do modelo sueco para a nossa realidade. Além disso, ouvir da SAAB AB a avaliação dos modelos de cooperação com universidades, os resultados destes e a relevância para seu processo de inovação, sem dúvida, foi de grande valor. Além das lições de gestão da inovação, geração de valor a partir do conhecimento e de relacionamento entre indústria, governo e academia, o programa me permitiu conhecer outros centros de pesquisa desconhecidos do setor. Um caso em especial tem alto potencial para novas colaborações.